SUBSCRIBE TO OUR BLOG

Enter your Email Address to get subscribed to our Blog.

Todos desejam que seus sites tenham uma ótima relevância nos motores de busca. Por isto uma otimização eficiente de SEO “Search Engine Optimization” ajuda a melhorar este rankeamento e consequentemente levar mais internautas para o seu site. Mas fazer SEO não é como fazer uma mágica e tirar um coelho da cartola, é preciso entender como e porque ele funciona. Veja abaixo alguns componentes necessários para escolher um nome de domínio e hospedagem adequados para tornar o seu site ainda mais relevante nos motores de busca.

Domínios

Você ficará surpreso de saber sobre vários fatores envolvidos para manter a URL de seu site adequada para SEO.

  • Relevância – O nome do domínio deve estar relacionado com o seu segmento comercial ou com algum propósito de seu site. Os especialistas em SEO preferem comprar domínios que combinem exatamente com o propósito de suas marcas, e que também combinem com as palavras-chaves preferidas dos usuários da internet. Por exemplo, se uma ONG deseja ter um site exclusivamente para adoção de animais, ela deve idealmente comprar o domínio “adoteumanimal.ong”. Os mecanismos de busca filtram as palavras mesmo que não tenham espaço. Já Hífens e underlines são considerados caracteres alfanuméricos e devem ser utilizados apenas quando há necessidade de separar palavras, já que em excesso podem ser entendidos como spam pelos mecanismos de busca.
  • Tamanho da URL – Quanto mais curto e objetivo for o nome do domínio, melhores serão os resultados. As pessoas apresentam uma tendência de clicar em URLs mais curtas ao invés das URLs longas e confusas, nas quais também podem diminuir a relevância de seu site nos motores de busca.
  • Fácil de Lembrar – Uma vez que você seguiu os requisitos acima, garanta que esteja utilizando palavras fáceis de lembrar e que não tomarão muito tempo para serem lembradas pelos internautas, e, principalmente pelos seus clientes.
  • Proteger a Marca – Existem muitas empresas que registram múltiplos nomes de domínios que são relevantes para os produtos e serviços que oferecem. Esta estratégia específica é fundamental do ponto de vista de negócios, mas não necessariamente é uma tática de SEO.
  • Novas Extensões de Domínios – O lançamento das novas extensões de domínios foi feito para auxiliar os internautas associarem os domínios com o propósito do site. Por exemplo, as pessoas sabem que um site com a nomenclatura .tv abordará temas de televisão, .tech abordará temas de tecnologia ou .beer para produtores ou amantes de cerveja.

As novas extensões de domínios ainda não influenciam diretamente o SEO. Contudo, embora o Google seja indiferente para as novas extensões de domínios, ele ressalta todas as palavras-chaves buscadas que sejam parte da URL. Digamos que você tenha um site www.fitness.club e a busca do internauta inclua as palavras fitness e club, então as chances de seu site subir no ranking de search engine são definitivamente maiores. Apesar da palavra “club” vir depois do ponto, ela continua sendo ressaltada, pois neste caso é reconhecida como uma palavra-chave.

Se você estiver planejando comprar um domínio que já esteja registrado, seja pragmático e considere um domínio que realmente compense comprar. Um dos fatores fundamentais é considerar se o nome do domínio realmente fornece uma boa associação a sua marca.

Hospedagem Web

Normalmente as pessoas não associam hospedagem web com SEO. Mas não se surpreenda ao saber que a hospedagem web tem um papel importantíssimo para aumentar a reelevância do seu site nos motores de busca. Veja algumas dicas para ficar atento:

  • Uptime e Downtime – Uptime diz respeito ao nível de disponibilidade que seu provedor garantirá para o seu site. O mais óbvio seria que o provedor de hospedagem garantisse seu site online 100% do tempo. E downtime diz respeito a quantidade de tempo que seu site poderá ficar indisponível. Logo a disponibilidade de seu site influencia diretamente no ranking das ferramentas de busca, especialmente o Google, que “não gosta” de redirecionar seus usuários para sites que não estão disponíveis.
  • Velocidade do Site – As ferramentas de busca também consideram em seu algoritmo o tempo de carregamento do site como parte do seu rankeamento de página. Em outras palavras, as ferramentas de busca priorizam sites de acordo com o tempo de carregamento.
  • Funcionalidades e Plugins – Se o seu provedor de hospedagem oferece Sistema de Gerenciamento de Conteúdo, como Softaculous ou WordPress que são otimizados para SEO, isso pode ser vantajoso para o seu rankeamento de busca.

Há também alguns scripts de SEO que contribuem para acompanhar e aumentar a performance do seu site. Alguns exemplos de scripts que você pode usar são: Phplist, SEOpanel e Open Web Analytics.

  • Tipo de Plano de Hospedagem – Hospedagem compartilhadas são os pacotes mais acessíveis, porém são menos eficientes para SEO, já que este tipo de hospedagem não oferece IP próprio. E isto pode afetar a visibilidade em ferramentas de busca e diminuir o rankeamento de seu site. Uma alternativa é você escolher serviços de hospedagem em servidores virtuais, conhecidos como VPS, onde você poderá ter um IP próprio, além de recursos dedicados para o seu site.

Agora que você entende sobre os vários componentes que influenciam na relevância de seu site nos motores de busca, basta seguir estes simples exemplos para tornar o seu site ainda mais visivel aos usuários.

0